quarta-feira, 15 de abril de 2009

Vida de instrutor não é mole, não...

Um ano após o início das aulas teóricas, finalmente dei início à prática. Comecei, esta semana, a pilotar motos...
Acho que não fui muito mal. Não caí, não atropelei ninguém nem destruí nada. E, hoje, na terceira aula, já comecei a acelerar (que progresso!!!). Bom demais.
Entretanto, é preciso que eu comente algo que aconteceu na minha segunda aula.
Estávamos apenas eu e outra aluna. Uma aula bem tranquila. Eu ainda estava naquela "acha o neutro, segura a embrenhagem, engata a primeira e solta a embrenhagem devagar, até a moto começar a andar". Tranquilo. A garota estava aprendendo a acelerar. Só o meu instrutor e o dela. Começou a chover, nossa aula deu uma paradinha. Nisso chegou a próxima aluna do outro instrutor. Primeira aula, acredito.
E nós três, só. Eu e a garota que estava aprendendo a andar acelerando rodeando os cones, e a outra lá, com o instrutor. Ele foi segurando a moto e ela deu uma voltinha. No final da voltinha dela...
Eu estava bem atrás. E ela, na hora da curva... acelerou! Com tudo. A parede estava há uns 10 passos dela. O pobre do instrutor juntou todas as forças que tinha para segurar a moto. E a moto corria mais que ele e a menina, no desespero, acelerava mais. Acreditem, ele conseguiu parar a moto. Olhou para a moça com os olhos mais arregalados do mundo e a voz mais fina que encontrou e disse: "Desce um pouquinho, tá?". Então entrou na auto escola. Acredito que foi tomar uma água com açúcar, coitado.
Eu já tinha freiado há horas, assustada. Meu coração na mão, certa de que haveria um acidente. Quando olho para o lado o Bruno, meu instrutor, solta um 'ufa' aliviado. Olhou para mim e começou a rir. Começamos, aliás, a rir. Porque, mesmo com o susto, essa foi uma das cenas mais hilárias que já presenciei. O pobre do instrutor com a mão atrás da coxa, olhando para a garota. "Desce um pouquinho, tá?".

3 comentários:

Graci Polak disse...

Huahauhaha...

Já percebeu que todas nós estamos em momento autoescola?

Ainda bem que eu desisti da moto, pq ja teria brigado com meu instrutor, hehe...

Coisas da vida!

Boa sorte Paulinhaaa!

Não Enviadas disse...

É! Hoje foi minha primeira aula de carro. Primeira vez que dirijo um carro. Adorei me sentir Deus: carro morre. Carro vive. Mas quando meu instrutor me deixou aqui em frente de casa, me deu um alívio. Ainda tenho 14 aulas pra aprender tudo. tudinho.

Beijos, Paulinha. Boa sorte aí!

Maya disse...

haha, adorei essa de "adoro me sentir Deus: carro morre, carro vive"... heheheh
eh, eu gosto de me sentir Deus também... mas já passei por isso... só caí duas vezes nas aulas de moto, mas nada muito cômico não.. hehehe
(ainda bem!)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...