quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Pequena cena do cotidiano



Meu voo chega pouco antes do almoço. Maya me espera junto à Biblioteca, dia frio e cinzento em Curitiba - normal. Após um lanche rápido, ela parte rumo à sua lide diária. Eu e Matheus vamos almoçar, e descubro que o restaurante tem rodízio de sopa à partir das 16:30... hmmmm!!!
"Mãe, a sua sopa é mais gostosa."
Tá, tudo bem. Pode até não ser verdade - mas ele é bom em me agradar, e vamos ao mercado, providenciar as coisas pra sopa: carne, aipim, batatas, cenouras, cebolas, tomates, couve (não, a Maya não gosta de couve na sopa!), mandioquinha salsa (fresquinhalindaebarata)... paro na seção de hortifruti do Mercadorama e fico, embevecida, namorando os salsões, couveflores, beringelas, brócolis, os vários tipos de alfaces, pepinos, vagens, as hortaliças verdes, suculentas, viçosas, frescas, a exuberância das cores e espécies de legumes e verduras, e desfrutando o prazer de poder escolher e consumi-los fresquinhos, tenros, pagando o preço justo pra isso...
.
Eu queria isso no meu cotidiano nordestino. Infelizmente não se pode ter tudo na vida.

Um comentário:

Paulinha Fernandes disse...

triste constatação, enfim...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...